VidaSaude

Índice de Desenvolvimento Humano comprova crescimento de Fabriciano

FABRICIANO – Mesmo sendo um dos municípios com menor renda de Minas Gerais, Coronel Fabriciano tem conseguido se destacar no ranking do desenvolvimento humano. A melhoria da qualidade de vida tem sido possível graças aos projetos sociais desenvolvidos pela Prefeitura, com destaque para área da Educação. A prefeita de Coronel Fabriciano, Rosângela Mendes, faz uma análise dos dados divulgados na última semana.

Rosângela avalia que, apesar de Fabriciano ter uma renda inferior aos outros municípios, o governo municipal, nos últimos oito anos e meio, conseguiu compensar a baixa receita com políticas públicas eficientes. “É preciso aplicar corretamente o pouco que temos, para garantir eficiência das políticas públicas. Nosso governo trabalha com a proposta de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e diminuir a desigualdade social. Nossas políticas sociais têm beneficiado muitas famílias com projetos de qualidade, como a Educação em Tempo Integral”, destaca a prefeita.

ÍNDICE
O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), revela que Fabriciano tem boa avaliação de sua qualidade de vida (índice de 0,755). O município aparece em 34º lugar do ranking entre as 834 cidades mineiras. Em nível nacional, Fabriciano está na faixa de Desenvolvimento Humano Alto (que varia de 0,700 a 0,799). Em dez anos, a cidade registrou taxa de crescimento de 16,51%. Para medir o índice de desenvolvimento dos municípios são considerados três itens: Educação, Longevidade e Renda.

“Oportunizamos aos cidadãos o acesso aos serviços fundamentais para a qualidade de vida da população. Ao garantir políticas públicas efetivas, criamos um fluxo que afeta positivamente toda a cidade. O nosso índice do IDH comprova que Fabriciano consegue se sobressair e se desenvolver, apesar de não figurar entre as cidades mais ricas”, destaca Rosângela Mendes.

ADMISSÕES
Além do relatório do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Coronel Fabriciano também teve destaque no levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). De acordo com esse levantamento, divulgado na última semana, Fabriciano foi o único município da Região Metropolitana do Vale do Aço que registrou um maior número de admissões do que demissões. Foram 695 admissões em julho deste ano.

Você também pode gostar

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com